ObjetivosRelevânciaPúblico AlvoPré-requisitosCalendárioEstruturas e Graus AcadêmicosDisciplinas ● Metodologia ● SeleçãoMatrículasInvestimentoBolsas

METODOLOGIA


O Curso é realizado por meio da tecnologia de educação a distância, desenvolvida pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), e por um encontro mensal (mês novembro/2009) na cidade numa cidade histórica de Pernambuco. O aluno pode acessar o curso na hora e local mais conveniente para si.

Estão previstas as seguintes mídias:

Site na Internet com "Sala de Aula" [www.ceci.educacao.biz/]. A sala contém os ambientes das aulas e exercícios em hipertextos, Quadro de Notas, Salas de Fórum, Quadro de Avisos, sistema de comunicação entre alunos e professores (Fale Com), caixas para arquivos (E-Casos).

A seqüência didática a ser cumprida pelos alunos em cada aula teórica é a seguinte:

Leitura do conteúdo das aulas (hipertextos), fornecidas pelos professores;

Leitura da bibliografia impressa (artigos, livros e websites) sugerida;

Elaboração de resumos e resolução dos exercícios propostos;

Interação com o professor e os demais alunos pelas ferramentas escolhidas pelo professor, como: fórum, e-casos, e-mail ou lista de discussão. Cada professor pode escolher uma ou mais ferramentas. Os alunos serão avisados com antecedência sobre as ferramentas a serem utilizadas, bem como o modo de utilizá-las.

Uma vez por semana, os alunos recebem uma remessa de documentos, correspondente a uma aula. Essa remessa é composta de: texto base, textos complementares, bibliografia, exercício referente ao texto ou experimentos práticos. O Texto Base é um hipertexto, elaborado pelos professores do curso sobre um determinado assunto. Para um maior aprofundamento, são enviados outros textos e artigos complementares ou apenas a indicação de livros ou sites sobre o tema. Nas aulas teóricas é lançada uma pergunta que é respondida de duas maneiras: a primeira aborda o TEXTO da aula em questão, a segunda aborda o texto sob a ótica do CONTEXTO (objeto de estudo do aluno). Ao final de cada disciplina, conforme caso, os CONTEXTOS quatro CONTEXTOS são sorteados e selecionados para apresentação e discussão por todos. O experimento é o exercício prático para avaliar o entendimento do aluno sobre o comportamento de materiais e técnicas contrutivas tradicionais.

Obs. 1: A tecnologia de EAD (Ensino à Distância), desenvolvida pelo Laboratório de Hipermídia da UFPE/Ensinar já foi testada e utilizada com sucesso por mais de uma centena de usuários em todo o Brasil e Exterior. São ferramentas simples e eficazes.

Obs. 2:  O Ensino a Distância requer autonomia e concentração por parte do estudante, assim como sua participação ativa em todo o processo. O tempo requerido do aluno para a dedicação ao curso é de, no mínimo, 6 horas semanais, conforme recomendação básica:

2 horas por semana navegando no website do curso (essa atividade requer conexão com a Internet no horário mais conveniente para o aluno);

1 hora por semana fazendo a leitura (off-line) dos conteúdos dos arquivos baixados;

3 horas por semana produzindo os exercícios solicitados.

Além de navegadores 5.0 ou superior, é necessário o aluno ter instalado no computador softwares para leitura de arquivos em pdf (Acrobat Reader) e pps (PowerPoint).

Aulas Práticas

Os alunos participam de atividades práticas de cantaria, ferro, forja, fundição, carpintaria, marcenaria, alvenarias, estuque e pinturas num canteiro de obras na cidade histórica de Olinda, estado Pernambuco, no mês de novembro de 2009.

Debates

São realizados debates mensais com alunos, professores, instrutores e convidados através da Sala do Fórum Temático.

Viagem de Estudos

Após a prática de canteiro de obras, é realizada uma viagem de estudos para conhecer experiências de obras e serviços de conservação e restauro em algumas cidades do Brasil escolhidas pela turma.

O Manual Prático

O manual é composto de duas partes. A primeira é um manuscrito, elaborado pelos próprios alunos durante o curso sobre os materiais, as técnicas, os sistemas e os procedimentos técnicos transmitidos pelos professores e instrutores.

A segunda parte é uma ampla e detalhada planilha eletrônica de preços de insumos e serviços de manutenção, conservação e restauro do patrimônio cultural edificado, bem como dos elementos artísticos aplicados e integrados.

O Plano de Conservação Integrada

É o trabalho prático do aluno sobre a gestão de uma obra ou serviço de manutenção, conservação ou restauro de uma edificação de valor cultural. Trata-se do contexto do aluno, isto é, do seu objeto de estudo (OE). O plano contempla a gestão do projeto, dos suprimentos e dos riscos, além das rotinas de procedimentos operacionais de controle e qualidade. Contém as articulações e negociações [Plano de Negócio] para viabilizar a implementação das ações, inserindo ou consolidando, conforme o caso, o aluno no mercado de trabalho.

Estudo de casos

Casos de intervenções de manutenção, conservação e restauro em cantarias, estuques alvenarias, pinturas, metais e forja, madeiras, ornamentos dentro dos CONTEXTOS dos alunos são apresentados para análise dos resultados versus utilização de materiais e técnicas.

Avaliação

O desempenho do aluno é avaliado pela:

Atividades / Peso
a) Freqüência mínima de 75% às aulas à distância 1
b) Freqüência mínima de 90% às aulas práticas 2
c) Elaboração dos planos de Gestão/Negócio e Conservação Integrada da edificação objeto de estudo 3
d) Elaboração do Manual Prático de Manutenção, Conservação e Restauro de Edificações de Valor Cultural 2
e) Prática de intervenções em um dos ofícios tradicionais da construção: cantaria, estuque, alvenaria, pintura, metais, forja, carpintaria ou marcenaria, concreto armado 2

Softwares

Além de navegadores de internet, é necessário ter instalado no computador os softwares compatíveis para leitura de textos [doc e pdf], visualização de apresentações [pps].