Metais, Fundição e Forja

E-mail Print
There are no translations available.

O Ferreiro forjador é o artífice que trabalha o ferro ou outro metal, forjando-o, isto é, moldando-o à quente ou à frio com a finalidade de dar-lhe uma forma. Daí a expressão ferro forjado ou batido para o objeto que foi elaborado pelo ferreiro forjador.

A arte de forjar o ferro é totalmente diferente da atual atividade do serralheiro. O serralheiro trabalha o ferro cortando-o, serrando-o em vários pedaços para juntá-los pela solda. Diferentemente, o ferreiro forjador cortava e unia as partes através de samblagens, tarugos, cravos e rebites. Atualmente, a arte de forjar o ferro está restrita aos oficiais de conservação e restauro do patrimônio cultural e aos que se dedicam à fina arte da construção civil sofisticada ou do artesanato.

Desde sua descoberta, o ferro passou a ser um dos elementos de grande interesse na Arquitetura. Desde os ferrolhos, aldravas, pregos e cravos até as grandes estruturas do século XIX e as superestruturas de concreto dos nossos dias, a arte de forjar o ferro guarda segredos.

O Fundidor é o artífice que se ocupa em fundir o ferro e outros metais com a finalidade de lhe forma e função, criando ligas para dar maior beleza ou resitência e longevidade às peças. É um ofício antigüíssimo que remonta aos primeiros momentos da civilização egípcia.

No ofício dos Metais, Fundição e Forja os trabalhos referem-se às competências dos estudos da profissão, dos materiais, das ferramentas e das técnicas. Saber como é trabalhado o ferro a quente e a frio e observar serviços de conservação e restauro, professores e mestres de ofícios apresentam aos alunos as possibilidades de forjar no ferro peças, bem como de obtê-las através da fundição. Nesse ofício é estudada a utilização do ferro nas edificações antigas, bem como os procedimentos das técnicas e dos materiais tradicionais para sua preservação. O aluno identificará e observará os detalhes das principais processos de fundição e forja e verificará os procedimentos de restauro mais compatíveis com as propriedades de cada metal . Também, são analisados os processos patológicos e os procedimentos para a proteção dos metais.

Programa do curso para o ofício dos metais, fundição e forja:

Minérios e ligas
Ferrosos e não ferrosos
Propriedades físico-químicas
Produção e tratamentos
Fundições
Propriedades físico-químicas
Produção e tratamentos
Técnicas e sistemas construtivos em ferro
Ofícios e ferramentas
Processos de forja, fundição e metalurgia
Estruturas e elementos construtivos
Desenhos de sambladuras e vocabulário
Métodos de manutenção, conservação e restauração
Métodos de investigação e análise
Documentação e fontes gráfica, iconográfica e fotográfica
Tratamentos – limpezas, consolidações, reconstituições e proteções
Estudo de casos e acompanhamento de serviços

FOTOGRAFIAS

 

Forjando o ferro
Instrução sobre a confecção de uma tampa de bueiro em ferro fundido

Visita à Fundição da Capunga (início século XX), em Recife - PE

Engenheiro e mestre artífice ferreiro forjador Hermínio Filomeno dando instrução sobre os procedimentos para forjar o ferro a quente

Instrução sobre os procedimentos de manutenção e conservação dos metais

VER
EDITAL DE MATRÍCULA

 

Projetos

Baltar Biblioteca

conservar_2

Pátio de São Pedro

plano-diretor

istmo

Leia a revista internacional

CT

Parceria voluntária

Lima_e_Silva_Advogado_e_Consultoria

 

 

 

Elaboração e acompanhamento de projetos de incentivos fiscais oferecidos em âmbito federal, estadual e municipal.

You are here: Home Notícias Metais, Fundição e Forja