Oficina de Produção, Conservação e Restauro de Azulejos Históricos

Print
There are no translations available.

A OFICINA DE RESTAURO DE AZULEJOS tempo por finalidade o treinamento de profissionais e interessados em geral na manutenção, conservação e restauro de azulejos históricos.
É oferecido aos participantes o seguinte conteúdo teórico e prático:
TEORIA
1 - Breve história dos azulejos, onde é oferecida uma visão das origens dos revestimentos cerâmicos de paredes; o florescimento e desenvolvimento na Europa Ocidental, particularmente a zona Ibérica de Espanha e Portugal; as manifestações da cultura azulejar nas diversas regiões do Brasil.
Esse material teórico é enviado antecipadamente aos participantes em e-book, através de download na plataforma do www.cecieducacao.org.br.
2 – Produção de azulejos, onde são apresentadas as principais técnicas que aportaram no Brasil via Portugal nos diferentes períodos Colonial, Imperial e Republicano. São apresentadas as propriedades físico-químicas dos materiais e as principais técnicos/meios de produção,
Esse material teórico é enviado antecipadamente aos participantes em e-book, através de download na plataforma do www.cecieducacao.org.br
3 – Degradações e danos (patologias) em azulejos e métodos de documentação e levantamento e registros gráficos, iconográficos e fotográficos; métodos de investigações e análises de danos.
Esse material teórico é enviado antecipadamente aos participantes em e-book, através de download na plataforma do www.cecieducacao.org.br
PRÁTICA
1 – Práticas de intervenções de manutenção, conservação e restauro apresentando os protocolos básicos das boas práticas para a garantia da autenticidade e integridade dos azulejos históricos.
Prática em atelier com atividades de: elaboração de Fichas de Identificação de Danos – FIDs (case), método de desmonte e remonte, higienização, refixação de camadas em descolamento, faceamento, consolidação, refazimento de azulejos (unidades) pelos métodos a quente e a frio, pintura (ornamentação) com óxidos e vidrados de baixa fusão, enxertos, próteses, cuidados com o suporte e proteção superficial.
PROFESSORES
Edson Félix
Jorge E. L. Tinoco
Zeila Machado
ESCARIFICAOA OFICINA DE PRODUÇÃO, CONSERVAÇÃO E RESTAURO DE AZULEJOS tem por finalidade o treinamento de profissionais e interessados em geral na manutenção, conservação e restauro de azulejos históricos.
É oferecido aos participantes o seguinte conteúdo teórico e prático:
INSCRIÇÕES: Clique aqui
.
TEORIA
1 - Breve história dos azulejos, onde é oferecida uma visão das origens dos revestimentos cerâmicos de paredes; o florescimento e desenvolvimento na Europa Ocidental, particularmente a zona Ibérica de Espanha e Portugal; as manifestações da cultura azulejar nas diversas regiões do Brasil.
Esse material teórico é enviado antecipadamente aos participantes em e-book, através de download na plataforma do www.cecieducacao.org.br.
2 – Produção de azulejos, onde são apresentadas as principais técnicas que aportaram no Brasil via Portugal nos diferentes períodos Colonial, Imperial e Republicano. São apresentadas as propriedades físico-químicas dos materiais e as principais técnicos/meios de produção,
Esse material teórico é enviado antecipadamente aos participantes em e-book, através de download na plataforma do www.cecieducacao.org.br
3 – Degradações e danos (patologias) em azulejos e métodos de documentação e levantamento e registros gráficos, iconográficos e fotográficos; métodos de investigações e análises de danos.
Esse material teórico é enviado antecipadamente aos participantes em e-book, através de download na plataforma do www.cecieducacao.org.br
.
PRÁTICA
1 – Práticas de intervenções de manutenção, conservação e restauro apresentando os protocolos básicos das boas práticas para a garantia da autenticidade e integridade dos azulejos históricos.
Prática em atelier com atividades de: elaboração de Fichas de Identificação de Danos – FIDs (case), método de desmonte e remonte, higienização, refixação de camadas em descolamento, faceamento, consolidação, refazimento de azulejos (unidades) pelos métodos a quente e a frio, pintura (ornamentação) com óxidos e vidrados de baixa fusão, enxertos, próteses, cuidados com o suporte e proteção superficial.
.
PROFESSORES
Edson Félix
Jorge E. L. Tinoco
Zeila Machado