Publicações

Textos para Discussão V. 49

E-mail Imprimir

INTRODUCING CONSERVATION MANAGEMENT: THE CASE OF THE FRANCISCAN SITE OF OLINDA (BRAZIL)

Sílvio Mendes Zancheti*

Abstract

Conservation management is a new field in the architectural heritage conservation of Brazil. The main conservation practice has been the restoration and the maintenance. The Franciscan Site of Olinda was the first building of the Franciscan Order in Brazil. The site is considered one of the most magnificent buildings of the country and is the symbol of Olinda as a World Heritage City. Nowadays, the state of conservation of the site is not completely satisfactory. Since 2007 the site has had a conservation and management plan to guide interventions and maintenance of the building. It has been implemented since its completion and its central feature is the management component that organizes a process to make conservation a self-sufficient activity within a period of ten years. The conservation and management plan introduced a new vision regarding the way the site is managed. It has organized long-term planning activities, especially those related to the future use of their properties and associated revenues.

Key words: heritage management, learning process, heritage maintenance


* From the Center of Advanced Studies in Integrated Conservation (CECI) and  Professor at  the Federal University of Pernambuco (Brazil).

 

Cartilha Os Jardins de Burle Marx no Recife

E-mail Imprimir
jardins_burle_marx_icoA Cartilha Os Jardins de Burle Marx no Recife é uma produção do Laboratório da Paisagem da UFPE que teve como parceiros o CECI, o Sítio Burle Marx, o Escritório Roberto Burle Marx, o CNPq e a Prefeitura do Recife, responsável por sua publicação, em homenagem ao centenário do paisagista Roberto Burle Marx, em 2009. É distribuída gratuitamente pelo Laboratório da Paisagem da UFPE. CONTATO: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Leia mais...
 

Textos para Discussão V. 47

E-mail Imprimir

CONSERVAÇÃO E REQUALIFICAÇÃO DE GRANDES CONJUNTOS HABITACIONAIS MODERNISTAS: Reflexões sobre a Experiência Escandinava Recente

Fernando Diniz Moreira e Guilah Naslavsky


Resumo

Os grandes conjuntos habitacionais, além de símbolos das utopias modernistas de transformar o mundo, marcaram a paisagem de várias cidades europeias e sul-americanas nas décadas do segundo pós-guerra.  Alguns anos após sua construção, esses conjuntos revelaram dificuldades de adaptação às transformações sociais, como o envelhecimento, o enriquecimento ou o empobrecimento de sua população-alvo. Hoje, em sua maioria, apresentam vários problemas de conservação: intempéries climáticas atacaram revestimentos, espaços comuns degradaram-se, estruturas de concreto ficaram comprometidas pela corrosão das ferragens e pela carbonatação das partes expostas.
Desde os anos 1990, a arquitetura moderna vem sendo introduzida na agenda da preservação, mas esse processo privilegiou edifícios isolados e excepcionais e pouco atentou para a enorme massa de conjuntos habitacionais. Admiradores ou não desse urbanismo, o fato é que a conservação/requalificação desses conjuntos emerge como um tema que desafia não apenas especialistas em conservação mas todos os profissionais que lidam com a cidade.
Por meio do estudo de duas experiências escandinavas recentes de conservação e requalificação de conjuntos construídos nos anos 1960 e início dos anos 1970, visamos discutir os desafios para a conservação de grandes conjuntos. Como em todo o mundo, os conjuntos escandinavos entraram em processo de obsolescência, apresentaram sérios problemas de conservação e passaram por processos de conservação e requalificação, alguns mais cautelosos, outros mais drásticos. Mesmo sendo necessários, esses processos suscitam uma série de questionamentos que podem ser generalizados para outros conjuntos: Como atender às novas demandas sociais, tecnológicas e energéticas sem alterar a integridade e a unidade estética desses conjuntos? Até que ponto são admissíveis mudanças sem alterar sua autenticidade? Como adaptar as disposições espaciais para as novas demandas? Quais os parâmetros mínimos a ser observados para a conservação? A experiência escandinava foi analisada com o intuito de trazer subsídios para a discussão dos casos brasileiros.

Palavras chave: Conjuntos habitacionais, Escandinávia, Conservação

 

Textos para Discussão V. 46

E-mail Imprimir

OS DESAFIOS POSTOS PELA CONSERVAÇÃO DA ARQUITETURA MODERNA

Fernando Diniz Moreira


Resumo

Este texto discute os principais desafios em relação à conservação da arquitetura moderna. Nos últimos quinze ou vinte anos, assistimos a muitos casos de intervenções e restaurações de edifícios modernos, algumas bem sucedidas e outras que comprometeram irreversivelmente o valor dos bens. Essas intervenções, aliadas ao envelhecimento dos edifícios, colocam uma série de desafios que merecem uma reflexão mais cuidadosa.
Esses desafios referem-se a: 1) a própria atenção que arquitetos modernos dispensaram à funcionalidade que, conjugada com a rápida obsolescência funcional, trouxe dificuldades para a introdução de novos usos; 2) a dimensão material do edifício que inclui problemas como o uso de materiais novos sem um entendimento do desempenho destes no longo prazo, o uso de materiais tradicionais de forma inovadora, falhas na construção, problemas de detalhamento e o uso de materiais fabricados em série; 3) a necessidade de substituir sistemas infraestruturais (aquecimento, ar-condicionado, água, eletricidade, etc.) para que o edifício continue em uso, acarretando problemas de adequação; 4) a ausência de uma cultura da manutenção, que afeta diretamente os edifícios modernos; 5) a dificuldade de aceitação da pátina nesses edifícios, pois quase nunca é vista como um valor; 6) as dificuldades enfrentadas pelos conjuntos habitacionais que não conseguiram acompanhar o envelhecimento, enriquecimento e empobrecimento de suas populações; e 7) os problemas existentes no reconhecimento e tombamento desta arquitetura. Apesar de esses desafios questionarem o arcabouço teórico da conservação, não acreditamos que a conservação da arquitetura moderna deva ser diferente da conservação de obras de um passado mais distante.

Palavras chave: conservação da arquitetura moderna, materiais, tombamento

 

Textos para Discussão V. 48

E-mail Imprimir

CONSERVAÇÃO DA AUTENTICIDADE EM CENTROS HISTÓRICOS: UM ESTUDO SOBRE O POLO ALFÂNDEGA NO RECIFE

Diana Lira Zárate e Fernando Diniz Moreira


Resumo

O trabalho discute a conservação da autenticidade de conjuntos de edificações históricas em áreas centrais que foram objeto de ações do Programa Monumenta/BID, tomando como estudo de caso o Polo Alfândega no Bairro do Recife, no Recife. Iniciada em 2000, e ainda em curso, essa intervenção visou restaurar três edifícios de alto valor histórico para a cidade - A Igreja da Madre de Deus, seu convento original e o Edifício Chanteclair - inserindo novos usos nos dois últimos. Essas intervenções criaram um mix com centro de lazer, gastronomia, cultura e compras, com o intuito de contribuir para a revitalização da porção sul da Ilha do Recife, dando continuidade ao processo de revitalização do Bairro do Recife como um todo, iniciado na década de 1990.
A primeira parte do texto apresenta alguns conceitos teóricos utilizados e a segunda oferece uma breve contextualização da estruturação urbana da área e do recente processo de revitalização. A terceira, quarta e quinta partes detêm-se, respectivamente, nos edifícios estudados, abordando a evolução do edifício, seu estado de conservação, sua significância, as intervenções empreendidas com o Monumenta, bem como os impactos gerados na manutenção da autenticidade dos edifícios e das estruturas urbanas.

Palavras chave: Revitalização, Recife, Autenticidade, Programa Monumenta

 

Textos para Discussão V. 45

E-mail Imprimir

CONSERVAÇÃO DE FORRO DO SÉCULO XVIII - Ataque de fungos e desinfecção

Jorge eduardo Lucena Tinoco, Sílvio Mendes Zancheti e Rosane Piccolo Loretto

Resumo

O artigo apresenta os procedimentos das intervenções da conservação do forro da Sacristia da Capela de São Roque, da Ordem Terceira de São Francisco de Olinda. Trata do ataque de fungos no forro recém-restaurado e explica como se deu a infestação, os exames e as providencias para desinfecção. Conclui que se aprofundem os estudos sobre o uso da te-rebentina como elemento profilático de infestações microbianas.

Palavras chave: fungos, restauração, conservação

 

 

Textos para Discussão V. 44

E-mail Imprimir

AZULEJOS DO SÉCULO XIX - Um projeto de restauro

Jorge eduardo Lucena Tinoco

Resumo

O presente artigo refere-se à proposição de intervenção nas fachadas do imóvel, que contém os ornatos integrados e aplicados e que estão em rápido processo de degradação por diversos agentes. Identifica-se a significância do sobrado, seu estado de conservação dos componentes constitutivos das faces do sobrado, estuda-se o comportamento dos elementos azulejos e alvenaria com as argamassas de suporte. Evidenciam-se os fundamentos teóricos para definição da conduta de intervenção e determinam-se procedimentos para conservação e restauro.

Palavras chave: azulejo, restauração de azulejo, cerâmica vitrificada

 

 

Azulejos do Século XIX

E-mail Imprimir

azulejo_txt Azulejos do Século XIX - Um projeto de restauração é mais um volume lançado da coleção Textos para Discussão da Série Gestão de Restauro.

Leia mais...
 

Textos para Discussão V. 43

E-mail Imprimir

MAPA DE DANOS - Recomendações Básicas ao Gestor de Restauro

Jorge eduardo Lucena Tinoco

Resumo

Este artigo apresenta as recomendações básicas para a elaboração de um Mapa de Danos de uma edificação de valor cultural. Explica como se conhecer o estado de conservação de uma edificação, partindo das conceituações, definições, vocabulário técnico e métodos de investigações específicos para estabelecer as diretrizes, normas, responsabilidades, obrigações e discriminação dos procedimentos técnicos para realização das Fichas de Identificação dos Danos – FIDs.

Palavras chave: mapa de danos, patologias da construção, estudo de patologias

 
Página 4 de 9

Projetos

Baltar Biblioteca

conservar_2

Pátio de São Pedro

plano-diretor

istmo

Leia a revista internacional

CT

Parceria voluntária

Lima_e_Silva_Advogado_e_Consultoria

 

 

 

Elaboração e acompanhamento de projetos de incentivos fiscais oferecidos em âmbito federal, estadual e municipal.

Você está aqui: Home Publicações