Restauração de Fachada de Azulejos

Imprimir

azulejo_aurora1O CECI está dando consultoria na restauração dos azulejos da fachada do sobrado no 447, da Rua da Aurora, no Recife, Pernambuco. Os trabalhos de restauração são uma iniciativa do Governo do Estado de Pernambuco, através da Secretaria de Educação.

O projeto é da arquiteta Juliana Barreto e os serviços de conservação e restauro são de responsabilidade do arquiteto Jorge Eduardo Lucena Tinoco e equipe formada pelos seguintes profissionais: arquitetas Karla Grimaldi e Bárbara Aguiar, encarregado Edvaldo Silva de Morais, químicos Antonio Alves Junior e Domingos de Jesus Costa Pereira e auxiliares de conservação Lucemberg Matoso, Angela dos Santos, Adolfo Bruno, Fabiana silva e Renato Silva.

azulejo_aurora3

Os trabalhos têm como referência para as intervenções as Recomendações Básicas para Restauração de Azulejos do Centro de Estudos Avançados da Conservação Integrada – CECI (Volume 12, da coleção Textos para Discussão) . A conduta de ação é baseada no princípio da reversibilidade dos materiais, dentro dos parâmetros de garantia da integridade e autenticidade dos silhares de azulejos.

Por respeito à autenticidade compreenda-se a atitude profissional que consagre o princípio da compatibilidade, estabelecendo a prioridade na utilização de materiais e técnicas tradicionais, podendo ligar-se, quando uma solução específica se imponha, ao uso inteligente e restrito de opções inovadoras; eleja o princípio da reversibilidade como prioritário, garantindo mais facilmente o retorno ao estado anterior ou a retomada da intervenção em novos parâmetros com a reutilização plena dos valores materiais pré-existentes .

Por intervenções mínimas entendam-se aquelas necessárias para eliminar as causas dos danos, de modo a garantir (através de meios e procedimentos ordinários e extraordinários) a permanência no tempo dos valores materiais e imateriais que caracterizam os azulejos.

Com referência as medidas de segurança, essas devem extrapolar as exigências normais às legislações vigentes à construção civil. No caso dos azulejos de valor histórico e artístico devem ser adotadas medidas preventivas de um minucioso cadastramento do acervo e demais ações previstas nas presentes Recomendações.

Os trabalhos estão sendo executados pela TINOCO OS&R e foram contratados pela Processo Engenharia Ltda., tendo o prazo de execução estimado em 120 dias corridos.

aurora4

aurora5

Devido ao vandalismo urbano, houve uma perda significativa de azulejos que, provavelmente, abasteceu o mercado ilegal de azulejos antigos em antiquários inescrupulosos

Os trabalhos foram iniciados com o isolamento da área e mapeamento dos silhares para remoção das peças

 

 TINOCO - Obras, Serviços e Restauração ltda. - Tinoco-OSR